quinta-feira, 11 de abril de 2013

Absalão, Simei ou Davi; de que lado você está?


E atirava pedras contra Davi, e contra todos os servos do rei Davi; ainda que todo o povo e todos os valentes iam à sua direita e à sua esquerda. E, amaldiçoando-o Simei, assim dizia: Sai, sai, homem de sangue, e homem de Belial. 2 Samuel 16:6-7


Davi vivia uma situação complicada. Absalão seu filho havia tomado o reino através de um golpe. Para isso, prometeu mais justiça e mostrou uma falsa humildade beijando as mãos do povo, mas por trás daquela “nobre atitude”, Absalão lutava por poder.


Não satisfeito com a triste situação de Davi, Simei começa a persegui-lo, jogando pedras, levantando poeira, amaldiçoando-o e gritando: “Sai, sai”.


Toda aquela situação lamentável que vivia Davi foi proveitosa para ele. Davi viu seus erros e se tornou um homem ainda melhor do que era.


Apesar dos erros de Davi, Deus estava falando e tratando com ele. Absalão não tinha legitimidade para fazer o que fez. O reino era de Davi e só poderia retirar o reino Aquele que lhe dera.


Além da luta dentro da própria casa, daquele doméstico, que viveu a vida toda junto e agora se tornou um rebelde (Absalão), Davi tinha também que aturar Simei.


Qualquer aparência com os nossos dias é “mera coincidência”.


O momento que vivemos é este. Absalão esta aí, se rebelou e tenta tomar o reino que não lhe pertence nem lhe foi dado. Para isso, promete mais “justiça”, promete mais “beijos na mão do povo”, mas quem conhece a história sabe que Absalão só quer o poder.


Junto com Absalão vieram os “Simeis” de sua obra. O interesse destes é levantar poeira. Jogar pra cima todo tipo de situação e acusação para que a visão, o discernimento daqueles que estão na caminhada com Davi sejam confundidos. Simei é aquele que veio para jogar pedra, falar mal, amaldiçoar aqueles com quem, um dia, ele mesmo estava junto.


Simei é aquele que vai dizendo: “sai, sai”, mas a pergunta que fazemos é: sair para onde? Simei gritava sai e não apresentava um projeto melhor. Muitos hoje estão escondidos atrás de blogs, da internet, gritando ao mundo, “sai dela povo meu”, mas não apresentam um projeto melhor, não dizem para onde ir.


Interessante que a proposta de Absalão era um reino de mais justiça, mas que já começa com perseguições a quem não estava fazendo nada de mal. Um reino que começa com amaldiçoamentos. Este é o reino que está tentando se estabelecer.


Hoje permanecem os valentes. Lutando pela obra de Davi.


A Bíblia diz que Deus restituiu o reino a Davi e a obra de Absalão, junto com aqueles que o acompanharam, se extinguiu. A obra de Absalão, por poder, por vaidade, por ganância, nunca assumirá o reino da salvação. Ela será desmascarada e Deus mostrará de quem é o Reino.

16 comentários:

  1. A PAZ DO SENHOR JESUS AMADO IRMÃO

    Boa está palavra, que Deus continue abençoando a sua vida e sustentando.

    Wallace OLiveira Cruz

    Blog Bíblia a Palavra de Deus

    http://bibliaapalavradedeus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário meu amigo.

    Forte abraço

    ResponderExcluir
  3. Davi foi o maior rei de Israel. Era músico; compositor; militar estrategista; guerreiro valente; um homem segundo o coração de Deus. Mas um homem que teve sérios problemas com os filhos, dentre eles, Absalão. Mas Deus deu o concedeu a vitória.
    Pastor, que Deus continue te abençoando e te usando. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Bem...hehe...pastor ainda está meio longe...rsrsrs....mas quem sabe um dia chego lá...vai orando.

    Com relação a seu comentário, é uma grande verdade. Davi teve sérios problemas dentro do seu próprio lar. Mas foi um homem que com suas histórias podemos aprender muito, repetir os acertos e evitar seus erros.

    Obrigado pelo comentário e forte abraço.

    ResponderExcluir
  5. De fato Absalão e Simei tiveram atitudes reprováveis.

    Permita-me apresentar algumas atitudes de Davi, para evitar uma certa confusão entre REPREENSÃO E MALDIÇÃO.
    Davi teve uma atitude diferente diante de Saul, quando Saul estava no reinado.

    Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas (1Cr 16:21-22; cf. Sl 105:15).

    Davi não tocou e não permitiu que matassem a Saul

    “Não o mates, pois quem haverá que estenda a mão contra o ungido do Senhor e fique inocente?” (1Sm 26:9)
    “Como não temeste estender a mão para matares o ungido do Senhor?” (2Sm 1:14).


    Entretando, o fato de respeitar Saul não impediu Davi de pensar diferente de Saul e pedir a Deus que o vingue (1Sam 24:12).

    Davi também dizia aos seus que a hora de Saul iria chegar. (1Sam 26:9-10).

    Deixo ainda outros versículos importantes:
    “Não aceites denúncia contra presbítero, senão exclusivamente sob o depoimento de duas ou três testemunhas. Quanto aos que vivem no pecado, repreende-os na presença de todos, para que também os demais temam” (1Tim 5:19-20).

    Desta forma peço permissão para complementar essa mensagem dizendo que MALDIÇÃO é diferente de REPREENSÃO.

    A Repreensão é feita com objetivo de conversão, de mudança, é resultado do amor. Ap 3.19

    Quando Lutero protestou contra a igreja católica, ele queria uma reforma e não a destruição da igreja.

    Então aqui deixo esse complemento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito profundo o esclarecimento e verdadeiro parabens

      Excluir
  6. Concordo que MALDIÇÃO é diferente de REPREENSÃO. Mas pela texto, não creio que Simei queria repreender a Davi em um gesto de amor. Tanto é que Simei se filiou aos adversários do rei Davi. Na verdade, pela história, percebemos que houve uma conspiração.

    Agradeço a contribuição.

    abraços

    ResponderExcluir
  7. Houve sim, eu concordei com o texto, e realmente Simei amaldiçoou, foi uma atitude totalmente reprovável. Quando Davi teve até oportunidade de deixar que o matassem mas usou de misericórdia. Salomão também deu oportunidade à ele que vivessem em Jerusalém. Mas, ele desobedeceu e foi morto.

    Enfim, concordo com a mensagem e está muito boa, o complemento foi no sentido de diferenciar maldição (Simei) de repreensão (Natã, Deus).

    Abraço. Obrigado pelo espaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquele "Quando" ali não existe
      E queria dizer: vivesse
      rsrs

      Excluir
  8. Eu que agradeço a imensa contribuição.

    Fique a vontade para comentar as postagens.

    abs

    ResponderExcluir
  9. Davi estava tranquilo porque, o que Deus dá ninguém toma e onde existe o escudo do Senhor, pedra nenhuma atinge !!!

    néhhh

    ResponderExcluir
  10. Mesmo as pedras que nos atingem, há nelas propositos do Senhor.

    Estamos confiados Naquele que tem o melhor para nossas vidas.

    abs

    ResponderExcluir
  11. Alex
    Com tudo vejo a sensibilidade de Davi a entender e discernir a situação, a maldiçao tornou se bênção. Nao é por menos que Davi foi segundo ao coraçao de Deus.
    Afinal foi ele quem nos deu a receita ;Deus nao resiste ao coraçao contrito e quebrantado.

    ResponderExcluir
  12. Sim, naquilo que DAVI não errou é uma boa referência.

    ResponderExcluir
  13. Queria saber porque Simei amaldiçoa Davi assim de cara. Ainda não entendi.
    (Sou nova Convertida)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O vs 05 do mesmo capítulo 16 afirma que Simei era da linhagem de Saul. Em que pese a história deixar claro que Saul era que perseguia Davi e que a morte do primeiro foi consequencia das suas próprias atitudes, não é difícil de imaginar que algum parente do antigo rei não visse a história por este ângulo e pensasse ser Davi um usurpador do reino.

      Excluir