segunda-feira, 3 de junho de 2013

Manga com leite faz mal?


No tempo da escravidão os fazendeiros lançaram a falácia que manga com leite faz mal. Diziam isto visto que os negros consumiam fartamente as mangas que sobejavam nos pés, tendo em vista que a época, a manga não tinha valor comercial. Lado outro, o leite era um produto caro. Para que os negros não bebessem o leite, diziam que misturar manga com leite levava a morte.

Apesar de ter trabalhado bastante quando pequeno, eu não cresci numa fazenda dessas. Apesar que, em maior ou menor intensidade, a maioria dos brasileiros tem parentesco com os afrodescendentes, meus pais também não enfrentaram essa situação, seja como fazendeiro ou como escravizado.

Pergunto eu: por que mamãe me ensinou que manga com leite faz mal?

Assim é a religião. Passada de pai para filho sem se preocupar com a verdade. É dogma. Mas se não for verdade? Não importa, meus pais me ensinaram assim.

A religião escraviza, a obra do Espírito liberta.

"Conheceis a Verdade e a Verdade vos libertará"

6 comentários:

  1. Por isso que sempre busco base bíblica em tudo.

    Se um ensino não tiver base bíblica de maneira clara, o mesmo não serve como doutrina para os fiéis.

    Aquelas conjecturas baratas que muitos fazem, causam nauseas, visto que os fiéis são forçados a engolirem um alimento sem o verdadeiro sabor da Palavra de Deus.

    Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. [Mc. 12:30]

    ResponderExcluir
  2. Caro Felipe;

    Qualquer ensino que não provenha da Palavra, que não tenha base bíblica, deve ser refutado.

    Mas cuidado, versículos isolados tem dado base para surgirem inúmeras doutrinas enganosas.

    Eu sempre digo que não se pode saber o que o autor quis dizer com o livro se não o ler totalmente.

    A Bíblia traz um projeto de Gênesis a Apocalipse.

    Este projeto se chama Salvação.

    Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  3. Meu irmão muito boa colocação,
    Foi com palavras de fácil entendimento que o Senhor Jesus sempre
    trazia seus ensinos,assim dando oportunidade de todos entenderem o que Ele queria, temos que ter muito cuidado, porque podemos entrar pelo entendimento de que as muitas letras o fazem delirar, qualquer que é soberbo e de muito entendimento sem a graça do Senhor,também pode fazer que sua palavra faça com que as pessoas se engasguem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que quis dizer no comentário acima, é o seguinte:
      Não podemos aceitar um ensinamento sem base bíblica, seja esse ensinamento passado por alguém com muito ou pouco conhecimento.
      O verdadeiro sabor da Palavra de Deus está na confirmação efetuada pelo Espírito Santo como já foi dito.
      ---------------------

      Outros comentários:

      Todos os dias somos bombardeados de informações, é bom saber reter o que é bom como nos diz a palavra de Deus.(1 Ts 5:21)

      As pessoas não podem ter medo de pesquisar, ler, reeler, estudar e verificar os diversos pontos de vista que existem relacionados ao assunto estudado. Salomão, Paulo e Jesus por exemplo, foram pessoas de cultura e nem por isso deliraram buscando outra doutrina que não fosse a de Deus.

      Usar palavras de fácil entendimento é uma questão de sabedoria, visto que o público alvo era variado. Mas, podemos perceber a diferença em certos discursos e cartas por exemplo.

      É evidente que não existe interpretação bíblia senão pelo Espírito Santo, mas não podemos deixar nossa inteligência de lado.

      Weslley, sobre a questão de versículos isolados, você tem razão, já vi coisas absurdas saírem de um versículo e o contexto era outro completamente diferente.

      Gostei da mensagem porque nos leva a não aceitar qualquer coisa, bate de frente com senso comum de modo que somos levados a pensar antes de aceitar ou rejeitar uma afirmação.

      Abraços.

      Excluir
    2. Amém.

      Que o Espírito Santo continue a nos mostrar os segredos da Palavra.

      Excluir
  4. Caro Juliano;

    Acho que você tocou em um ponto essencial que é "graça".

    Temos nas congregações de juízes a analfabetos. Diferentes culturas. Como conciliar uma Palavra que atenda a todos? A resposta vem do Espírito Santo.

    abs

    ResponderExcluir