terça-feira, 23 de agosto de 2011

"Dá pra cá" de novo meu anjo

Gênesis - Capítulo 32

26: E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares.  

Se esta cena ocorresse hoje em dia, talvez teríamos o seguinte diálogo:

Não te deixarei ir, enquanto meu time não ganhar...

Não te deixarei ir, enquanto você não tirar meu gato que está em cima do telhado (anjo bombeiro)...

Não te deixarei ir, afinal de contas, você é meu anjo de estimação...

Jacó lutou com o anjo para alcançar sua benção. Certamente ter o nome trocado e receber um toque na coxa não fosse a experiência que ele sempre sonhou mas era a experiência que ele necessitava ter. O toque do anjo fez com que o andar de Jacó se transformasse, passou agora a depender do apoio de um cajado (Espírito Santo). Precisamos confiar menos em nossas pernas e mais no Senhor, afinal de contas, quando acontece algo não bom, o que sempre vemos são as pessoas dizerem que faltou o chão...do que adiante boas pernas sem chão para andar? É preciso andar sobre o firme fundamento...

Para muitos Jacó era um enganador, para outros, um lutador pela benção. Não importa. Seu nome foi mudado. O velho homem não existe mais. Nasceu ali naquela experiência um novo homem, um novo ser, dependente do Senhor.

O encontro com o Senhor, tem que produzir novo nascimento, transformação. Se isso não ocorrer, "dá pra cá" de novo meu anjo, que só serve para uma pseudo fé e de estimação.

Mensagem sugerida pela irmã Jéssica de Pernambuco.

10 comentários:

  1. Weslley, pdS!
    Pois é, as vezes o crente luta por tantas coisas e muitas das vezes até com outro crente dentro das igrejas, travam batalhas e esquecem de que Deus é amor e de lutar pelas bençãos do Sr.

    Kaio Alberto
    www.verdadevosdigo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A transformação do homem deve ocorrer de dentro para fora, de forma que se torne visível as pessoas ao redor. Ao ter um encontro com o Senhor, Jacó (Israel) passa a andar em sua dependência, passa a agir diferente... A transformação ocorre não para o trazer dificuldades mas sim um beneficio que ele receberá, claro se o quiser para o resto da vida. ApdSJ!

    ResponderExcluir
  3. Acho incrível como em apenas algumas linhas Deus te usa de uma maneira tão profunda!"O toque do anjo fez com que o andar de Jacó se transformasse, passou agora a depender do apoio de um cajado (Espírito Santo)." TremendoOo....Acho que uma das piores coisas é quando decidimos andar sem o apoio do Espírito Santo.
    Roberta.

    ResponderExcluir
  4. Quando as pessoas olhassem a caminha de Jacó iriam dizer: Será que aquele que vem vindo é Jacó? o andar dele está diferente? A prova de que o Senhor tocou em nós é que a nossa caminhada foi transformada. Antes o nosso andar era para a iniquidade ...pés que se apressam a correr para o mal (Pv 6:18) mas o Senhor nos mudou...Quão formosos sobre os montes são os pés do que anuncia as boas-novas... (Isa 52:7) Quando convidado para andar com seu irmão Esaú (Gn 33:12) Recusou, pois, o seu andar era segundo os da sua família (corpo) não podia mais andar com quem recusou a benção, não tinham mais a mesma caminhada(mundo). A igreja através do toque do Senhor (ATO) passa a andar diferente com uma caminhada para a eternidade(PROCESSO). Por isso, aquele que tem o E.S, não aceita um evangelho que caminha conforme o mundo.

    Calebe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, seu comentário tá melhor que o texto..hehe...

      que maravilha é a palavra de Deus.

      Excluir
  5. Nota-se que lutar com Deus é uma experiência pessoal, Jacó estava sozinho naquele lugar exercendo o seu sacerdócio. Há uma grande diferença em lutar com Deus e lutar contra Deus. Jacó lutou com Deus. Lutamos com Deus todas as vezes que o buscamos nas madrugadas, nos jejuns, nas súplicas constantes, em fim, quando usamos os meios de graça lutamos para que o Senhor nos abençoe. Alguns lutam contra Deus determinando que Deus o abençoe, achando até que Deus tem obrigação em abençoa-lo. Esquecendo que é devedor e colocando-se no lugar de credor.

    Calebe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outro bom acréscimo. Não esperava menos de que o fez.

      abraço

      Excluir