sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Ardia em nós o nosso coração...


E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?Lc 24:32

Para Deus o coração é o centro das emoções, em Provérbios no capítulo 4. v 23 está escrito "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida." A bíblia fala de corações aflitos, alegres, ansiosos, arrependidos e podemos falar com toda certeza que somente Jesus conhece nossos corações, nossos temores e é Ele que tem poder para transformá-lo.
Naqueles dias havia muito temor e insegurança pelo cenário que havia se desdobrado ali; Jesus foi crucificado diante de todos, aqueles que o seguiam estavam temerosos, frustrados.
No terceiro dia dois daqueles que seguiram a Jesus estavam a caminho para Emaus. Porque estavam indo para Emaús? Eles deveriam ficar em Jerusalém, nesta cidade havia uma benção para eles, eles seriam revestidos de poder como Jesus havia afirmado. Mas mesmo assim lemos que eles foram a caminho de Emaus. Quando procuramos sobre a cidade, não encontramos muita coisa, nem conseguimos localizá-la com precisão, território desconhecido, igual os corações daqueles homens, é neste terreno desconhecido,  é nessa incerteza, nessa dúvida que Jesus nos acompanha pelo caminho.
Jesus já chegou revelando o que estava dentro dos corações, que era uma profunda tristeza de seus sonhos terem se frustado. Falaram do que conhecia de Jesus, o profeta que tinha uma palavra poderosa que esperava que ele livrasse Israel do opressor e até aquele dia nada aconteceu. As vezes pensamos assim ,está demorando para cumprir as promessas, ainda minha benção não chegou, mas no terceiro dia tudo se revelou, ou seja, no tempo profético de Deus tudo irá acontecer. Estes dois homens ficaram o dia todo conversando com Jesus, e já no término do dia chamaram o Senhor para entrar na sua tenda. Já na mesa, quando o pão foi partido eles tiveram a revelação de quem estava na sua tenda. Durante o caminho lá fora, conheciam Jesus pelas obras que Ele realizou na vida de varias pessoas, viu a graça alcançar vários homens e mulheres mas dentro da tenda a própria graça foi derramada nas suas vidas, o sangue de Jesus, representado pelo partir do pão, pelo sacrifício da cruz, os fez verem Jesus Vivo e é somente pelo Espírito Santo que vemos Jesus Vivo.
Não queriam mais ficar em Emaus, não tinha lugar para eles ali, pois a Graça estava ardendo o coração, Jesus estava vivo, não havia mais incerteza, o tempo chegou a benção veio, eles só tinham uma coisa a fazer, "vamos para a cidade de Davi, vamos para Jerusalém!". Essa afirmação que um dos discípulos falou para o outro foi tão verdadeira que ao lermos, ela se testifica em nossos corações porque o dia está chegando, nossos corações ardem porque Jesus está vivo, vamos para Jerusalém, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre.
 
Mensagem do irmão Sebastião Júnior de Cataguases - MG

4 comentários:

  1. valdemyricm43@yahoo.com.br23 de setembro de 2012 08:33

    apdsj. Weslley, a cada dia fico maravilhado em ler essas postagens. Obrigado por essa contribuição para nos. abraço Valdemyr Souza

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário. Volte sempre. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na palavra dos dois discípulos no caminho de Emaús, eu aprendi como agir com alguém que está enfraquecido na fé... ao invés de ficar falando na cabeça da pessoa, eu vou orar por ela...

      ...Ou que Deus dê oportunidade de evangelizar, ou que Deus fale diretamente com o cidadão, pois Deus sabe como tocar no coração, aquecendo-o. Deus conhece nosso intimo, nossas necessidades, nossos motivos.

      Deus resgata a ovelha perdida com amor, com palavra mansa e delicada, com operação de maravilha.

      Mas... quem está de pé... cuide que não caia. Melhor permanecer em Jerusalém.

      PS: Vou postar o comentário, afinal, não sou robô! Rsss

      Excluir
  3. Caro amigo;

    Bom ver que voltou a rotina dos comentários (após muita insistência).

    Preguei esta mensagem no domingo. Alcancei uma benção com ela. Descobri ainda que Jesus andou ao lado dos discípulos por muito tempo sem ser notado, assim como por muito tempo ELE andou ao nosso lado, nos guardando sem O conhecermos. Outras descobertas fica para o próximo comentário ou próxima postagem.

    ResponderExcluir