quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Achamos o resgate


E a sua alma se vai chegando à cova, e a sua vida aos que trazem a morte. Se com ele, pois, houver um mensageiro, um intérprete, um entre milhares, para declarar ao homem a sua retidão,
Então terá misericórdia dele, e lhe dirá: Livra-o, para que não desça à cova; já achei resgate. Jó 33:22-24

Jó reconhece no texto a trágica situação de todo homem: “e a sua alma se vai chegando à cova”. É um processo inevitável que já começa no ventre daquela que nos gerou.

Tal informação é angustiante. Era para Jó também, contudo, profeticamente há o registro de uma possível salvação...

Se com o homem natural, mortal, que somente espera a morte, houver um mensageiro para declarar sua retidão, então haverá misericórdia, haverá livramento, pois se achou resgaste.

O Mensageiro é a figura profética de Jesus. Aquele que é a Palavra de Deus e que veio com uma mensagem, as boas novas. Há salvação para o homem!

Jesus trouxe misericórdia a nossa vida. Nele achamos resgaste para nossa alma. Em outras palavras, fomos sequestrados pelo pecado e se cobrava um alto preço pelo resgate: a morte de um inocente. Jesus se apresentou e foi o preço do nosso resgaste. Por Ele, estamos livres do pecado. Agora, o corpo até vai chegando à cova, mas a alma, vai se chegando a Deus para o encontro com nosso Senhor.

13 comentários:

  1. Francisco de Assis Bernardes Melo5 de setembro de 2013 09:45

    Sim Weslley,

    Corpo para a cova e Alma para Deus.

    Mas vejo que a grande dificuldade das pessoas é ter a visão desta nova Vida que virá. Pensamos muito no presente, somos imediatistas. Queremos cuidar do pão de cada dia. Assim, costumamos às vezes deixar de lado o cuidado com a Vida Eterna para cuidar da vidinha terrena.

    Mas a Palavra diz que "em PRIMEIRO lugar buscai o Reino de deus..."

    Assim é que subiremos; subiremos "com asas como águias"

    A PAZ do Senhor Jesus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francisco de Assis B. Melo5 de setembro de 2013 09:48

      ERRATA:

      ... o Reino de DEUS..."

      Excluir
  2. Realmente as pessoas tem muitas dificuldades para crerem naquilo que não vêem. Pra piorar, como bem exposto, grande parte são imediatistas e só pensam nessa vida.

    Há alguns, inclusive, que só pensam em Cristo para esta vida. São as mais miseráveis das criaturas...

    abs

    ResponderExcluir
  3. "...fomos sequestrados pelo pecado e se cobrava um alto preço pelo resgate: a morte de um inocente..."

    Meu irmão, amimo-mo muito em vê-lo falando sobre Cristo e o Soberano Resgate preparado pelo Deus Triúno(trindade) ainda na eternidade. Mas as palavras em destaque acima me preocupam quanto ao pensamento que você narra sobre expiação. Minha pergunta é qual é a sua compreensão de Expiação? Pra quem o preço foi pago? para o diabo(essa teoria é a mais antiga); para Deus( essa entendida bem te trará muita alegria..) ; ou outras que existem...

    Toda vida prática e Teológica gira em torno da Cruz se não formos preciso quando a cruz seremos imprecisos e incoerentes em todas as áreas de nossa vida.

    Recomendo um livro pra você: A cruz de cristo de Jonh Sttot. Se você já tiver lido, comprovará o quanto entender a cruz é indispensável a todos os Cristão. Graça e Paz!

    ResponderExcluir
  4. Filepe, apdSenhor

    Pelo exposto, percebo que você tem um bom conhecimento teológico.

    Confesso que o objetivo dos meus textos, bem simplórios por sinal, não é levar ao debate da teoria da expiação. Acho que o texto não entra muito por este lado não, mas de toda forma, seu comentário é pertinente e o conhecimento das escrituras é fundamental para alcançarmos o projeto e fugirmos das apostasias e heresias plantadas pelo inimigo e pelas idéias mirabolantes dos nossos "showgospéis" atuais.

    Mas indo ao ponto que você me perguntou, o sacrifício de Jesus não foi para o inimigo. A bíblia diz que ele já está condenado, logo, não há sacrifício para ele.

    O sacrifício da cruz foi para o resgate daqueles que estavam longe e não podiam se achegar a Deus, afinal de contas, o salário do pecado é a morte. Este é o nosso merecimento. Foi essa dívida, a dívida do pecado que Jesus pagou. Ele foi o nosso fiador (já escrevi um outro texto a esse respeito, pesquise lá no blog).

    Quanto ao que você escreveu no terceiro parágrafo, ainda que bem vinda sua crítica, não vejo que o texto fugiu do propósito da cruz, mesmo porque, a leitura da postagem e sua finalização, se refere justamente a grande salvação alcançada na cruz do calvário ( a mensagem da cruz é loucura para os vão perecendo, mas para nós, que estamos salvos, é o poder de Deus, I CO 1:18).

    Por fim, agradeço a participação. Acho que os maiores desvios teológicos do evangelho estão em olhar para a cruz e ao invés de verem o caminho aberto para a salvação, uma vida eterna, ver somente prosperidade, riquezas, etc. (se buscamos a Cristo para esta vida, somos as mais miseráveis das criaturas). abraços

    ResponderExcluir
  5. Excelente aplicação,estava agora pouco conversando com meu pai um assunto pouco parecido. Porém não cheguei a este ponto ele tem dificuldades quanto a alma na cova e só fui entender até mesmo sua colocação depois de ler o versículo todo, vou enviar pra ele este estudo.
    a paz do senhor

    ResponderExcluir
  6. Bem, a alma não vai à cova porque vai a Deus...

    agradeço porque encontrei mais um divulgador do blog...rsrss...pode mandar para seu pai...

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então não consegui deixar claro sobre o corpo a cova e alma para DEUS porque ele ainda não conhece a um DEUS vivo ele tá até fazendo teologia,tô orando para conversam da minha família e ao começar pelo cabeça da casa já que ele me persegue muito.

      Excluir
  7. Vamos orar sim. Eu e minha casa serviremos a Deus. Creia na promessa.

    abs

    ResponderExcluir
  8. Bom texto, falar de Jó é sempre muito bom, grande exemplo de superação até para o mundo né, quem nunca ouviu a frase, paciência de Jó.
    Tenho um amigo que fez até uma piada matemática, imagina X e Y, você entendendo tudo da matéria, aí entra Z, complicou tudo.
    Jó sossegado vivendo sua vida com bom justo que era, daí Deus pergunta ao inimigo viste meu servo jó?
    Nas palavras do meu amigo, o que jó tem a ver com a história? Ele é Z, complicou tudo, haha.
    Brincadeiras a parte, o servo é provado mas eu tudo posso naquele que me fortalece, Jó achava que conhecia a Deus, mas após sua experiencia ele o via com os próprios olhos.
    O Pai nos fez mensageiros assim como Jesus quando dele recebemos o ES, o que pra nós é motivo de grande alegria, como dizia paulo, sede meus imitadores como eu sou de Cristo.
    Nós, que em outro tempo não éramos povo, mas agora somos povo de Deus; que não tínhamos alcançado misericórdia, mas agora alcançamos misericórdia. oq eu eu sei é que aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.
    Abs

    ResponderExcluir
  9. Excelente comentário, ainda que a piada seja fraquinha.....kkkkk

    abraços

    ResponderExcluir