segunda-feira, 16 de julho de 2018

Lições da saída.


A saída do povo Hebreu do Egito é uma sombra maravilhosa da saída da igreja rumo a eternidade. De muitos textos que já publiquei a respeito, fiz um compilado enfatizando alguns detalhes:

1 - O livro de Hebreus diz que Moisés sendo grande (homem / crescido) negou ser chamado filho da filha de Faraó (Hb 11,24). Servir a Deus é uma decisão para homens. Não é para criança. Não é para pessoas imaturas, irresponsáveis, infantis, vitimistas. Pessoas que não se deixam exortar. "Ora, qualquer que se alimenta de leite é inexperiente na Palavra da Justiça, pois é criança".

2 - Hoje nós sabemos que Deus enviou dez pragas ao Egito. Mas os Hebreus nunca sabiam qual seria a última. Nós não sabemos o dia nem a hora, não sabemos qual será a última noite de sono, o último culto, o último dia de trabalho. Sabemos que, em breve, este dia chegará!

3 - As primeiras três pragas atingem tanto egípcios, tanto Hebreus. Depois disso, Deus faz separação. Ás vezes o povo de Deus também é atingido por algumas tribulações. Isso serve para mostrar que esse mundo, o Egito contemporâneo, não é um bom lugar pra viver. Se isso não ocorresse, seu bom carro, sua boa família, seu bom emprego, churrasco no fim de semana e a primeira colocação do time do Flamengo no Brasileiro te convenceriam facilmente a ficar por aqui. Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a todo filho a quem recebe.” (Hebreus 12:6). Thomas Brooks já dizia "Não pode haver uma maior evidência do ódio e da ira de Deus do que Sua recusa em corrigir os homens por seus caminhos pecaminosos e por suas vaidades!"

4 - Após a confirmação que o que Deus promete Ele cumpre, até mesmo alguns egípcios começaram a cumprir as orientações dadas através de Moisés. O único detalhe é que o Hebreu cumpria orientação para ter o gado em oferta ao Senhor, já o egípcio fazia para manter seu patrimônio. Servo de Deus busca ao Senhor pensando na eternidade. Falso servo busca pensando nas coisas dessa vida. Paulo já nos advertira em I Co 15:19 que quem busca a Cristo para essa vida é o mais miserável de todos os homens.

5 - As tentativas de Faraó junto a Moisés, contidas nos capítulos 08 e 10 do livro de Êxodo são parecidas com as ofertas que recebemos. Faraó "negocia" oferecendo que o povo adorasse a Deus no próprio Egito, que se fossem embora, não fossem longe, que indo, deixassem para trás a família. A proposta está lançada: servir a Deus mas continuar desfrutando do mundo de pecado, loucuras e excessos. Não precisa se distanciar, não precisa de santidade. O Egito sempre perto e acessível. Não há a necessidade de deixar o passado, o velho homem. Por fim, deixa sua família. Se essas propostas batem a porta do seu coração, tenha pra elas o NÃO convicto feito o de Moisés.

6 - O mesmo Mar Vermelho foi maravilha para Israel e foi morte para os egípcios. A mesma dolorosa cruz foi o lugar de encontro do ladrão com o Senhor e foi a sentença de condenação do outro malfeitor. O inimigo tinha certeza que o mar seria o ponto de derrota dos Hebreus. Era uma luta desigual. Uma força para a qual não havia providência humana disponível. Mas Deus agiu! Do meio de uma grande prova você pode ver Deus agindo em seu favor. Pisar um caminho que ninguém trilhou. Hebreus andaram a passos secos dentro do mar. Pedro andou sobre as águas. E a igreja pisará nas ruas de ouro. Caminhos que só os servos do Deus vivo tiveram e terão o prazer de trilhar.

12 comentários:

  1. Nem sempre entendemos o agir de Deus, mas se esperamos nEle, não há o que temer na caminhada

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto. Reflete o imediatismo do ser humano, na busca desenfreada de obter bens e benefícios, que o faça se feliz. Contudo, deixa de ser feliz por não acreditar que a verdadeira felicidade está em servir a Deus e ao próximo. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas colocam sua felicidade nas coisas materiais. Grande engano.

      Excluir
  3. Interessante. Excelente reflexão

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto meu amigo... O texto retrata o quanto somos imediatistas, quanto queremos tudo no nosso tempo, pra ontem se possível. Mas sabemos que o tempo do Senhor e outro, e tudo que Ele faz para conosco e para o nosso bem e é o que há de melhor pra nós se tivermos fé crermos que o projeto do Senhor não é pra essa vida e sim pra Eternidade...

    ResponderExcluir
  5. Muito Top! Parabens!
    Se participamos do sofrimento de Cristo então é gloria futura! Confiram essa música, fala de eternidade!
    https://www.youtube.com/watch?v=s7Ot1W77kgw

    ResponderExcluir