segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Imerecido, mas no palácio do Rei.

 2 Sm, 09,13: Morava, pois, Mefibosete em Jerusalém, porquanto sempre comia à mesa do rei, e era coxo de ambos os pés.


Os costumes dos reis que assumiam um novo reino era escravizar ou matar toda a família real anterior. Lógico, ninguém queria uma célula antiga que pudesse com o tempo “dar um golpe de estado”.


Porém, Davi ao assumir o trono pós Saul, questiona se há alguém da dinastia anterior e para surpresa de todos, em vez de agir como de costume, traz para dentro do palácio aquele que era para ser rejeitado.


Mefibosete é o nome dessa personagem. E mais, não bastasse seu parentesco com Saul, era coxo de ambos os pés, ou seja, não tinha lá muita serventia para as funções e sociedade da época.


Às vezes somos como Mefibosete. Não temos um parentesco que ajude, uma boa política, nem a “sorte” da riqueza ou daquilo que são os valores que regem esse mundo. Às vezes, ainda, coxo dos pés, não por situação que buscamos ou queremos, não podemos satisfazer o que se espera de nós e logo vem o abandono.


Mas aprouve ao Senhor Jesus, com sua morte de cruz e ressurreição, a nos remir com Seu Sangue, nos tirar do parentesco do rei antigo e nos trazer para dentro do palácio, mesmo com nossas deficiências.

14 comentários:

  1. Sem nenhuma serventia...
    Enganoso é o Homem que diz:"eu sirvo a Deus"
    Quem somos nós!?


    tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.
    Mateus 20:28
    ESTE SIM, PÔDE DIZER

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele nos chamou. Não há mérito em nós. Toda honra e glória ao Senhor Jesus.

      Excluir
  2. O Senhor, contudo, disse a Samuel: "Não considere sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração". I Samuel 16:7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, esse versículo fala muito de um momento que vivi. Ainda bem que Deus olha o coração.

      Excluir
  3. Bom dia!A paz do SENHOR a todos! Um excepcional texto,para uma vasta reflexão.DAVI que era segundo os desígnios do SENHOR,fisera um juramento, uma aliança, tanto com JÔNATAS seu amigo, que o livrara por diversas vezes de seu pai SAUL, quanto para o próprio SAUL. Juramento/aliança onde JÔNATAS suplica a DAVI que não exterminace sua descendência. Esse coxo, é filho de JÔNATAS,que na idade de 05 anos sofrera um acidente. DAVI ao lembrar da promessa, acolheu tal coxo como se fosse seu filho, cumprindo a promessa que fizera. Hoje em dia, raridade ver uma amizade desta magnitude, que quebrara uma tradição,cumpriu o juramento a um amigo.Com a nova e eterna aliança, o SENHOR não olha mais para nossos antepassados,ou seja,nossos defeitos, de onde e como viemos, os nossos pecados que tanto nos afasta do SENHOR. E na sua infinita misericórdia e graça através do nosso SENHOR JESUS, nos acolhe de braços abertos. Amor e misericórdia esta que nos constrange.

    ResponderExcluir
  4. Seu comentário me fez lembrar do conselho de Davi para Salomão na transmissão do reino: "Sê homem". Ou seja, tenha palavra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia! Exatamente, por isto que digitei que o texto é bem vasto para reflexão, ou seja, hoje em dia são raríssimos amigos da estirpe de Davi, com relação a amizade e não tão menos importante cumpridor de suas promessas!

      Excluir