sexta-feira, 24 de agosto de 2012

As dores do corpo, dois pesos e duas medidas...

E aí? Vai sair?
Escrevo pela última vez sobre essa pergunta...

A medicina permite hoje a retirada no corpo humano de diversos órgãos. Tira-se pulmão, rim e até coração e mesmo assim o corpo ainda vive. Mas não há ainda como ficar sem o sangue.

Em momentos de dores no corpo, tudo que precisamos nesta hora, (e está acontecendo) é de um bom transplante.

Jesus deu ao corpo (igreja) o único elemento que não tem como ficar ausente, que é o sangue. O sangue que representa o Espírito Santo, está muito bem obrigado, continua falando, agindo no nosso meio. Se o sangue estivesse contaminado, seria o caso de procurar um outro corpo, mas não é o caso, o que se vive hoje é só um órgão que deu um problema, mas que será resolvido a seu tempo.

Por fim, entre rumores, mentiras e verdades que se misturam, dá pra ver um problema naqueles que se deixaram fraquejar neste momento. Tem muita gente sentindo as dores do corpo, e realmente não há como não senti-la, mas estão ignorando a benção, o remédio, a alegria de fazer parte de um povo eleito.

Quando contamos alguma benção, alguma operação de maravilhas, tem sempre alguém pra dizer: “Ah, mas foi lá onde Judas perdeu as botas”, agora quando tem um problema “lá onde Judas perdeu as botas” aí o tratamento dado ao caso é diferente, parece que foi dentro de casa. Dois pesos e duas medidas...

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Esse sangue tem que estar presente em tudo. Na palavra, na igreja, etc...

    Todo mundo quer ver a operação de maravilhas, quer ver o morto ressuscitar... mas não quer ver um parente amado morrer para que a operação de maravilhas se efetive.

    Todo mundo quer ver uma cura, mas não quer se acometido de doença grave (como câncer, etc...) para testemunha, ou melhor, para viver a experiência da cura.

    A pior dor do CORPO é aquela onde a pessoa não sente nada, a lepra, a insensibilidade do pessimismo e da descrença (dúvida), já que a falta de fé é fator impedidor de agradar a Deus!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante vosso comentário. Extremamente pertinente ao momento profético que vivemos. Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  4. Diga Weslley, passando para da uma olhada e me confortar com as palavras!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Caro amigo Jordão. Grata surpresa o ver por aqui. Aparece mais vezes. Forte abraço

    ResponderExcluir