terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Jesus, nosso "Jardineiro"

E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus. Disse-lhe Jesus: Mulher, por que choras? Quem buscas? Ela, cuidando que era o jardineiro, disse-lhe:
João 20:14-15a

Nos tempos em que vivemos o evangelho está deixando de ser as “Boas Novas” para ser um evangelho social, sujeitos as vontades e imaginações do homem. Munidos por movimentos da Nova Era e teorias evangelísticas da prosperidade, Jesus novamente está sendo julgado. Não se trata mais de sua crucificação, mas agora, Jesus é um curandeiro, o maior filósofo que já existiu, um divisor da história (A.C e D.C ), entre outros conceitos que se podem atribuir ao Mestre.

Julgar Jesus de forma errada não é somente uma característica do nosso tempo. Outros fizeram o mesmo erro. Judas talvez julgasse que Jesus não fosse o Messias, logo, o entregou para a religião. Os discípulos no caminho de Emaús julgavam que Jesus seria o homem forte, guerreiro, que livraria Israel do domínio romano. Alguns o julgavam Elias ou João Batista. Maria Madalena julgou que Jesus era apenas o jardineiro...

Quando o homem foi criado, a primeira profissão que Deus deu a Adão era ser jardineiro. Cuidava do paraíso. Mais tarde, quando Adão pecou, perdeu o direito a cuidar daquele lugar onde era eterno e passou a cuidar de um outro jardim, o jardim da morte. Adão teve o desprazer de sepultar seu próprio filho Abel. A partir de sua queda, percebeu que agora cuidava apenas da terra que um dia o consumiria.

Quando Maria Madalena viu Jesus naquele momento mencionado pelo texto não O reconheceu. Tratou que era um jardineiro. E era. Era o Segundo jardineiro.

O primeiro jardineiro, Adão, perdeu a benção de cuidar do paraíso. Um anjo, com uma espada flamejante foi colocado naquele lugar para que ninguém ousasse entrar. A partir dali o homem passou a cuidar do seu próprio jardim. Mas aprouve a Deus enviar o Segundo Adão, Homem Perfeito, Jardineiro não da morte, mas da vida eterna. Para isso, entrou onde ninguém podia entrar:

O espada, desperta-te contra o meu pastor, e contra o homem que é o meu companheiro, diz o SENHOR dos Exércitos. Fere ao pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas; mas volverei a minha mão sobre os pequenos. Zacarias 13:7

Jesus foi ferido por nós. Feriram o nosso Pastor, pois Ele entrou onde ninguém podia entrar para nos dar um novo e vivo caminho. O erro que Maria Madalena cometeu é aquele que muitos cometem. Olham pra Jesus e o veem como o homem normal, comum. Jesus é Rei e Senhor, Jardineiro da Vida. Ele nos deu um novo Jardim, a Sua igreja fiel. Aleluia!

Mensagem sugerida pelo irmão Thiago - JF.

4 comentários:

  1. Assim como Maria Madalena, geralmente quem julga, erra. Deveríamos observar mais, amar mais e não julgar ninguém. Afinal de contas a grande maioria das pessoas despresa diamante enquanto coleciona pedras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As aparências enganam, principalmente se tratando das ovelhas, animais quase cegos...

      forte abraço

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir