quarta-feira, 14 de março de 2012

Aprendendo com a vida...

Mt 12:33b
Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.

Aprendendo com a vida...

Dias atrás, em uma aula na faculdade, exclamava o professor sobre a teoria dos frutos da árvore envenenada. ("fruits of the poisonous tree"). Em direito, trata-se sobre derivação das provas, ou seja, se a prova inicial é ilícita, as demais provas obtidas a partir desta, também serão e não tem qualquer proveito. Em síntese, é ilícita toda prova que é obtida em contrário ao ordenamento jurídico normativo, principalmente o que fere a Lei Maior: a Constituição.

Chegando em casa, percebi que a bíblia defende o mesmo posicionamento. Os frutos advindos de uma árvore má são maus. Assim sendo, aqueles que ainda não tiveram a experiência de se transformar numa “boa árvore”, por melhor que sejam as suas boas intenções, não terão bons frutos.

A prática é igual ao direito. A constituição aqui é uma figura de Deus. Aquele que está acima de todas as coisas. As leis que devem ser seguidas, são como a bíblia, a fonte daquilo que devemos fazer ou não fazer. Se nossas obras são em contrário a Palavra de Deus, são como ilícitos, não tem qualquer proveito, qualquer serventia.

Há aqueles que relativizam a teoria das provas ilícitas e aproveitam o que lhe interessam. Há entre os religiosos aqueles que relativizam a Palavra de Deus, dando-lhe interpretações conforme lhe convenham. Naquela hipótese, você até tem alguma chance de sucesso, nesta, o Justo Juiz não permitirá qualquer mudança do Seu Ordenamento e como diria um nobre amigo: “Ele não vai pintar lobo de branco para falar que é ovelha”! 

5 comentários:

  1. Wesley, parabéns pela matéria. Muito criativo e com uma lógica incontestável.

    Muitos pensam que basta ser honesto para receber o céu... mas na verdade, de boas intenções o inferno está cheio.

    As pessoas têm de entender que enquanto pessoas honestas estão indo para o inferno simplesmente por não produzir os frutos que a bíblia define como necessários à salvação, muitos ladrões e prostitutas estão antecedendo ao Reino dos Céus... o que realmente importa é o arrependimento e a busca constante de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Companheiro, obrigado pelos comentários.

      Excluir
  2. Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus,
    O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica.
    E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória,
    Como não será de maior glória o ministério do Espírito?
    Porque, se o ministério da condenação foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça.
    Porque também o que foi glorificado nesta parte não foi glorificado, por causa desta excelente glória.
    Porque, se o que era transitório foi para glória, muito mais é em glória o que permanece.
    Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar.
    E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.
    Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;
    E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.
    MAS, QUANDO SE CONVERTEREM AO SENHOR, ENTÃO O VÉU SE TIRARÁ.
    ORA, O SENHOR É ESPIRITO ; E ONDE ESTÁ O ESPIRITO DO SENHOR, AI HÁ LIBERDADE.
    Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos TRANSFORMADOS de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.

    Muito boa...excelente. Quando abrimos o coraçao para a maior carta, confessamos e arrependemos, a misericórdia do Senhor nos alcança, e muitos estão fazendo isto nesta última hora. Aproveitando o comentário do irmão acima muitos estão entendendo e definindo bem aquilo que é necessário à Salvaçao . Glória a Deus.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o comentário, pena que, como dizem no direito penal, a autoria é incerta....rsrssr...abraços

    ResponderExcluir
  4. Mario - cataguases24 de março de 2012 00:21

    bem ..vai o nome ...abraços...APDSJ

    ResponderExcluir