sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Uma história que se parece com a minha...


2 Samuel - Capítulo 9


13: Morava, pois, Mefibosete em Jerusalém, porquanto sempre comia à mesa do rei, e era coxo de ambos os pés.

Um amigo contou-me uma história e vou recontá-la como se fosse eu...

A tradição mostrava dois caminhos ao novo rei que assumia o reino. O primeiro era “treinar e escravizar” a família da antiga realeza de forma a enviá-los a outras províncias dominadas. (Nabucodonosor procedia assim). A segunda forma era extirpar toda parentela do antigo rei.

Davi não fez isso. Agiu com benevolência. Mefibosete era neto do antigo rei Saul, era deficiente, não tinha qualquer proveito para o novo reino, mas mesmo assim, agindo de forma diferente dos outros reis, traz Mefibosete para morar em seu palácio.

Essa história se parece com a minha. O pecado me fazia parente do antigo rei (que era mau)...
Mas veio um novo Rei (Jesus) e usou de benevolência comigo. Levou-me para seu palácio (a igreja), me alimentou, cuidou de mim. Achava estranho, me sentia um deficiente, não sabia cantar, louvar, pregar, mas estava cercado dos serventes do Palácio. Sempre tinha alguém para me abraçar, me desejar a paz do Senhor, um monte de gente orando por mim, gente que nem conheço, servos indo me visitar...tudo aquilo era muito novo...

Mas é assim que o Senhor me fez entender o quanto sou devedor. Quando parei para ver, percebi que tudo esta pronto quando cheguei. Hoje, diante de tão grande proteção que desfruto no palácio, acabo ficando sem graça de não fazer nada, de levantar, comer, ir embora e esperar a próxima refeição... mesmo sendo muito limitado, ás vezes tento ajudar na limpeza, águo as plantas do jardim... estou com tanta intimidade com o Rei que Ele tem deixado até ajudar no preparo do alimento (Palavra) e me disse que posso chamar mais gente para vir comigo. Tem muita gente que me ignora na porta, quase ninguém percebe o cuidado da flor e do palácio. Veem que esta tudo limpo e bem cuidado, mas não procuram saber quem fez aquilo. Na verdade, isso é bom. Melhor que as pessoas continuem indo ali por causa do Rei e que eu continue passando desapercebido...”importa que eu diminua para que ELE Se enalteça...”

O palácio é grande e há muito trabalho para ser feito. A cada dia que passa, mais gente como eu vai se achegando. Inveja? Inveja não. Tem lugar para todo mundo e quanto mais gente para trabalhar melhor...

Sabe, melhor eu ir parando por aqui porque quando o texto começa a ficar muito grande, as pessoas costumam não ler até o final...(risos)...mas deixa eu falar um segredo: o Rei me disse que nós sairemos deste palácio e haverá uma morada muito melhor do que esta. Ele disse que já está preparando tudo e que em breve, muito em breve, aqueles que estão servindo a Ele vão morar neste novo lugar...se aqui no Palácio sou um mero devedor despercebido, lá, neste novo lugar (Eternidade)...reinarei com Ele.

9 comentários:

  1. Caminhamos aqui na terra já nos preparando para a vida eterna. Enaltecendo a Ele, trabalhando para Ele, tentamos atingir o que Ele tem sonhado para nós ao Seu lado. Porque o Reino dos Céus aguarda aqueles que souberam confiar e crer na verdade que é mais necessária: Cristo vive e reina para sempre! Parabéns pelo belíssimo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo.

      De fato, estamos provisoriamente neste palácio. Em breve, estaremos na eternidade.

      abs

      Excluir
  2. Linda....amei! Quantas vezes estamos nesse palácio nos assentando na mesa do Rei e não conseguimos compreender a grandiosidade do seu amor por nós! Ele nos aceitou deficientes, doentes, amargurados e restaurou a nossa sorte...Ao Senhor seja toda honra e glória para todo sempre...Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devemos tomar cuidado para não achar "comum" estarmos na presença do Senhor. É algo muito nobre.

      abs

      Excluir
  3. Julio Cesar Oliveira Henriques23 de setembro de 2011 19:59

    Ótima essa mensagem muito edificante, a importância de ser um servo, não é entender o mistério e continuar sempre tentando descobrir... APDSJ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É importante continuar buscando cada dia mais a presença do Rei. Não podemos nos conformar com os encontros com os funcionários, mas sim, com o Dono do Palácio.

      Excluir
  4. Se aplicar numa doutrina de maneira tao suave como foi apresentada, com certeza a presença do Senhor nos fará descansar e com isto vamos valorizar ainda mais o nosso chamado, e valorizar o nosso Rei. Fácil entendimento, objetiva.Glória a Deus.MARANATA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como a benevolência do Rei constrangia Mefibosete, afinal, Saul (seu parente real) tentara matar o Rei em diversas oportunidades, mesmo não tendo o Rei feito nada de mal contra Saul.

      Como a benevolência de Jesus nos constrange... afinal, nossas deficiências, pecados e natureza humana foram responsáveis pela consumação de seu sacrifício, um Deus Eterno se submeteu à morte.

      Excluir